• Juliana Caio

Estou vivendo ou apenas tentando organizar minha situação financeira?

Você não entende por que “as contas nunca fecham”? Nunca “sobra” dinheiro para investir? Você está sempre no vermelho? Você é daquelas pessoas que presenteia com coisas caras para impressionar? Como você cuida hoje das suas finanças pessoais?


Seja lá qual for a resposta para essas perguntas, terminando o mês no vermelho ou no azul, sempre dá para melhorar a sua relação com o dinheiro.


Para alguns, esse assunto pode ser o verdadeiro 'bicho de sete cabeças' mas eu garanto: iniciativas simples como o uso de uma planilha de planejamento financeiro podem fazer toda a diferença para ajudar a controlar os seus ganhos.

Finanças pessoais é o nome que se dá a tudo o que se relaciona ao centro financeiro de uma pessoa física, aplicando os mesmos conceitos usados em uma empresa. Parece difícil, né? hahaha Mas a prática é muito mais surpreendente do que você imagina. O planejamento financeiro é uma excelente forma de reduzir gastos, poupar dinheiro e se preparar para um futuro tranquilo. Organizando as finanças pessoais de um jeito mais eficiente, ainda é possível realizar sonhos sem comprometer o pagamento de suas despesas mensais. Verdadeiro significado de "tudo"! Mas se você tem pouco (ou nenhum) conhecimento sobre planejamento financeiro, não se preocupe! Esse post promete entregar ótimas dicas para começar a organizar o seu orçamento. Bora lá?

Quando falamos em gestão de finanças pessoais, estamos nos referindo a todas as ações de planejamento e controle do seu orçamento doméstico. Ela está presente desde as mini escolhas, como a marca de papel higiênico até as grandes decisões, como na hora de decidir financiar um veículo, imóvel ou parcelar aquela viagem que voce sonha há anos. São essas pequenas/grandes decisões que compõem o seu orçamento e determinam a sua situação financeira. Todos falamos sobre planos, mas voce realmente sabe fazer um planejamento?


Planejar é o que estabelece metas e assegura que você vai trabalhar no sentido de conquistar os seus sonhos e objetivos do dia a dia. Na hora de planejar, é importante ser realista quanto ao valor da sua renda e suas expectativas de ganhos para os próximos meses. Os gastos também devem estar de acordo com a realidade que você vive. É muito bom estar alinhado à moda, tendências do Instagram e aos nossos interesses pessoais - mas o ideal é sempre fazer de cada ação valores que correspondam à realidade da sua média de despesas atual, e não uma ideia do que você gostaria de estar gastando. Foco! Por fim, o objetivo é ter o seu orçamento mais organizado e uma situação financeira mais estável para lidar com crises, imprevistos e emergências - porque acredite: elas acontecem. Compreender sobre finanças pessoais é tão básico e fundamental como saber o caminho de casa, usar a nossa querida internet ou o telefone.

O dinheiro é parte de nossas vidas, sem o qual não podemos ter acesso a praticamente nada: do básico ao lazer. Afinal, o que fazemos sem o dinheiro? Infelizmente, quem não entende sobre o assunto é refém de um sistema criado para manter as pessoas endividadas e sem capacidade de investimento. Não pense você que quem dirige um carro caro, mora em uma casa grande em local nobre e tem hábitos luxuosos, entende de finanças pessoais ou mesmo é rico. Tudo isso é ilusão!  Partiu organizar esse salário e melhorar 50% a sua situação econômica? 1) Acompanhe sua movimentação financeira. Você sabe exatamente quais são suas receitas e seus custos mensais? Se a resposta for não, é preciso que procure por todas essas informações o quanto antes, pois elas são essenciais para um planejamento eficiente. Lembre-se que, da mesma forma que o fluxo de caixa é importante para as empresas, o registro da movimentação financeira é essencial para as pessoas! 2) Crie uma planilha de planejamento financeiro pessoal Para manter um registro organizado das suas despesas, é recomendável utilizar uma planilha de planejamento financeiro. O ideal é que mantenha, inclusive, duas tabelas: uma para o controle de gastos pessoais e outra para o controle do cartão de crédito: o temido. Você pode fazer suas planilhas de planejamento financeiro pessoal de várias formas, seja em um caderninho, usando um programa eletrônico ou baixando um app. Quanto mais fácil for para você o processo, melhor! :) 3) Procure por livros, contas nas redes sociais ou podcasts que te inspirem a aprender com muita força de vontade.

Quando entramos em contato com algo do nosso interesse alinhado à coisas que precisamos, o prazer de fazer ficar muito maior. Ouvir podcast tem sido uma das coisas mais relaxantes pra mim durante essa quarentena e porque não unir o momento 'relax' com utilidade pública?  O podcast +Dinheiro -Boleto inclusive, tem sido uma das minhas salvações nessa pandemia. Eu que achei que fosse economizar, acabei gastando mais do que o esperado e assim como vocês, estou buscando alinhar essa situação financeira em que me encontro kkkkkrying. Voltando ao programa, desde sua estreia ele vem abordando diversos assuntos necessários e precisos, também voltado a inclusão social, LGBTQIA+, mulheres na economia - até um desenvolvimento de ideias para o seu primeiro investimento. Verdadeira atualização de: preciso. Completando dois meses do seu primeiro episódio e já recebendo muitas marcas protagonistas no mercado (XP Investimentos, Universidade Presbiteriana Mackenzie, 6C Bank) o projeto conta com diversos profissionais da área reconhecendo o seu valor agregado.

Bati um papo com o Geraldo Campos (@geraldorabiscos) idealizador do projeto e cria-ativa por trás de todos os episódios e ele definiu um pouquinho sobre o que podemos aprender com o +Dinheiro -Boleto: “De modo geral, essa ideia nasceu com o propósito de aproximar as pessoas da economia por meio de uma linguagem simples e de temas que abordam a inclusão minorias. Atuando na cobertura de economia, percebo que o conteúdo jornalístico dessa editoria nos grande veículos são focados para pessoas do mercado e não tem a preocupação de ensinar e muito menos aproximar as pessoas comuns desse universo. Diante dessa reflexão, percebi que existe um público que tem interesse, mas acha o tema muito distante da sua realidade e diante disso, idealizei um projeto que mostre por meio de debates fáceis e divertidos que a economia vai muito além do dinheiro. O podcast +Dinheiro –Boleto vai ao ar toda sexta-feira, com um formato flexível, toda semana, elaborando quadros novos, bem humorados, com entrevistas e sempre com uma surpresa no conteúdo".


Eu já estou com a minha calculadora numa mão, planilha na outra e fone nos ouvidos. Ele está disponível no Spotify com acesso gratuito e fácil a todas as leitoras e leitores interessados em renovar a vida econômica.


Partiu? Partiu!

* * *


Ju Caio é entusiasta de tudo que se relaciona a arte e moda. Canceriana raiz, ama bons livros na companhia de um vinho e não dispensa segredos dentro do seu bloco de notas. Relações Públicas freelancer que ama escrever, criar e botar em prática.