• Juliana Caio

Ops: serial killer de planta detectada!

Post dedicado a todas as mães de plantas que vivem se frustrando com as suas filhotas. Vamos aprender a viver mais em harmonia com elas?


Água a mais, a menos, falta de espaço, iluminação... Tudo isso dificulta a vida de quem pretende criar uma selva urbana dentro de casa. Quando parece que tudo está indo as mil maravilhas, aquela Samambaia deslancha, cresce horrores, e a gente até pensa que já aprendeu tudo sobre nossas filhas. Mas, será?


Para os iniciantes nos temas da botânica de interiores que vivem sonhando com um lar de área verde privilegiada, às dúvidas são quase sempre as mesmas, mas a real é que dá sim pra ter flores e folhagens lindas dentro de casa – o importante é escolher bem as espécies e evitar deslizes na hora de cuidar de suas plantinhas.

Particularmente, levei muito tempo para aprender (e ainda aprendo) que as plantas são como nós, humanos: cada uma com sua beleza, características especiais e necessidades. Elas são organismos vivos que respiram, sentem a gravidade e a utilizam para orientar seu crescimento. Portanto, para cuidar bem de sua plantinha, é preciso aprender um pouco mais sobre a vida vegetal e entender sua ligação com a terra, temperatura, umidade e demais fatores - não achar que ela é um ser inanimado ou estético.



Desses bons papos que a gente bate pela vida, mais propriamente dizendo, com Rafaela Fleur (@rafaelafleur) conheci um aplicativo que é o verdadeiro must-have na vida de qualquer pessoa que decidiu finalmente ser mãe de planta sem comprometer o seu desenvolvimento.


O nome?


PictureThis (@picturethisai). E sim, ele entrega exatamente o que promete.


Capaz de identificar mais de 10.000 mil tipos diferentes de plantas, o #picthis ainda te dá um guia detalhado e diário sobre cuidados com suas plantas. Como regar - vezes ao dia - quantidade de água, fertilização, poda, resistência de temperatura, tempo de plantio e até mesmo uma classificação de dificuldade para te auxiliar na hora de comprar suas belezinhas - (ah, e também de acordo com cada estação do ano). Tudo isso na facilidade de um clique. Você tira uma foto e todas as informações veem pra palma da sua mão. Perfeito é o nome, né? Por aqui seguimos suspirando de amores. O download é gratuito e disponível para Android e IOS.

"Chica, amei as dicas mas passo muito tempo fora de casa. Não posso ter plantas?"

Claro que pode! Existem plantas mais exigentes em cuidados do que outras, plantas que não gostam de correntes de ar ou que são sensíveis à falta pontual de água. Quem viaja muito ou sempre passa o fim de semana fora, pode optar por plantas fáceis como Kalanchoe, Violeta, Costela-de-adão, Onze-Horas, Crisântemo, Hibisco, entre outras. Além de tolerarem certo descuido, são menos exigentes com água e se recuperem super bem depois de serem ignoradas.


***


Ju Caio é entusiasta de tudo que se relaciona a arte e moda. Canceriana raiz, ama bons livros na companhia de um vinho e não dispensa segredos dentro do seu bloco de notas. Relações Públicas freelancer que ama escrever, criar e botar em prátic